EPÍSTOLA SOBRE A TRADUÇÃO DE UMA OBRA NIESTÉVISKYNIANA.



Caro discípulo, é com grande alegria que informo a você, e ao mundo, e ao universo todo, que acabei de escrever mais um livro, e que com ele eu adiciono mais 2.800 páginas à minha já vastíssima obra literária. Estou muito feliz com meu novo trabalho, pois esse texto possui uma particularidade interessante que o distingue das minhas outras obras. Ele foi completamente escrito em copta.

Caso você não saiba, e conhecendo você como eu conheço, imagino que não saiba mesmo, o copta é uma variação do antigo idioma egípcio, com o acréscimo de palavras gregas e latinas e que era usado correntemente desde o século III D.C.

Essa língua era escrita com letras gregas e seu alfabeto possuía, além das 24 letras gregas, mais outras 7, provenientes do memótico, que se destinavam a traduzir sons particulares da língua egípcia. Com o passar do tempo, o copta acabou sendo substituído pelo árabe no uso popular, mas ainda hoje ele é usado como língua litúrgica.

Eu adoraria falar mais sobre minha obra, e sobre o copta, mas estou com um pouco de pressa, por isso não posso me deter em pormenores. Bem, a verdadeira razão do envio desta carta é que preciso de um pequeno favor seu. Como deve ter percebido, se o correio cumpriu corretamente o seu trabalho, você está recebendo um pacote com os originais do meu livro. Preciso que você procure alguém para traduzi-lo, preferencialmente por preços módicos, pois editá-lo no original, em copta, reduziria drasticamente o possível número de leitores e prejudicaria a sua comercialização.

Espero que a tradução não demore muito, portante seja ágil! Eu mesmo gostaria de traduzir meu texto mas, infelizmente, estou impedido de fazê-lo, já que não falo absolutamente nada desse idioma esquisito. Por isso preciso esperar até que seja terminada a tradução, pois só assim poderei finalmente descobrir o que foi que eu escrevi. Então seja rápido, a curiosidade está me matando!

Ps: Pague o tradutor do seu próprio bolso, estou meio desprevenido financeiramente. Devolvorei seu dinheiro assim que sair a minha aposentadoria.

Grande abraço, saudações cordiais, benção e etc etc etc
Ass. Niestévisky.
4 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não olhe agora, mas você está sendo vigiado...

NEVASCA

Uma das minhas criações