Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2008

Niestévisky, o consolador.

Vendo que seu discípulo estava com um aspecto de quem está muito preocupado com algo, o mestre foi até ele perguntou o que o incomodava. O discípulo disse que havia ido ao médico e que o doutor identificou algo que poderia ser um câncer. O pobre discípulo estava preocupado com o resultado da biópsia a que deveria ser submetido nos próximos dias.

O mestre, percebendo o tamanho do desespero do rapaz, pensou em dizer algo para confortá-lo. Depois de pensar muito, e sem conseguir encontrar algo melhor para dizer, soltou a seguinte frase: “Ora, eu sei que é desagradável passar por isso, mas pense bem, é melhor uma biopsia do que uma autópsia!”

O discípulo olhou para o mestre, sem entender exatamente que diabo de consolo era aquele. Pensou em dizer algo, mas achou melhor se calar.

REFLEXÕES DO MESTRE SOBRE SI MESMO.

Certa vez o grande sábio estava sentado sobre uma pedra, nos jardins suspensos do seu instituto, que ele mandou rebaixar porque a altura lhe causa vertigens. Estava ele meditando profundamente, com o olhar perdido em algum ponto indefinido do horizonte. Enquanto o mestre meditava, passou por ali um dos seus inúmeros discípulo, que ao vê-lo resolveu ir falar com ele, na esperança de que pudesse aprender alguma coisa com o seu mestre. Os seus discípulos têm essa desagradável mania, não podem ver o grande sábio e logo vão até ele, na esperança de que algum mistério do universo lhes seja revelado.

Chegando perto do sábio Niestévisky, o seu discípulo pergunta: _ Mestre, o que o senhor faz aí sozinho?
O mestre responde: _Estava aqui meditando sobre algo que me tem incomodado muito.
_Oh grande sábio, mas o que pode estar lhe causando esse incômodo? Deve ser algo muito importante e complicado, já que o senhor, com a sua mente brilhante, consegue resolver facilmente os mais intrincados problemas.
_…

DIÁLOGO SOBRE A GERAÇÃO A PARTIR DO NADA.

Discípulo: Mestre, é verdade que uma coisa sempre surge a partir de outra coisa?

Niestévisky: Sim, é verdade.

Discípulo: Pois é, mas se é assim, como foi que Deus surgiu?

Niestévisky: Ora, Deus, ao contrário de todo o resto, surgiu do nada.

Discípulo: Mas então isso é possível?! É realmente possível que algo surja do nada?

Nistévisky: Claro que é.

Discípulo: E há uma explicação para isso?

Niestévisky: Existe sim, e digo mais, a explicação é extremamente simples, tão simples que qualquer um pode entender, até você.

Discípulo: Então o senhor conhece o modo pelo qual Deus surgiu?

Nistévisky: Mas é claro que conheço! Eu conheço todas as coisas!

Discípulo: Oh mestre, então eu te peço, me diga como foi que Deus surgiu a partir do nada.

Niestévisky: Ah, mas isso eu não revelo de jeito nenhum!

Discípulo: Mas por que não mestre?

Niestévisky: Porque se eu revelar esse segredo para a humanidade, as pessoas vão ficar fazendo deuses novos a todo momento e o universo acaba virando uma bagunça!