NIESTÉVISKY E O ADULTÉRIO.

Certa vez o Grande Sábio fez uma profunda pesquisa sobre o pecado, pois, como ele sempre diz, é necessário conhecer o inimigo para melhor poder vencê-lo. Para ter uma real dimensão do que é o pecado, o Sábio Niestévisky resolveu experimentar cada um deles, empiricamente, mesmo que isso fosse contra os seus rígidos princípios religiosos e morais. Da enorme lista de pecados existentes, Niestévisky escolheu o adultério, aleatoriamente, como o primeiro a ser pesquisado.

Com todo o charme e apelo sexual que emanam da sua aura multicolorida, não foi nada difícil para ele encontrar e seduzir uma mulher casada. Bastaram algumas poucas frases e um pouco de feromônio para que a jovem e belíssima esposa ficasse completamente apaixonada por ele. Como já atingira o seu objetivo de seduzi-la, o Mestre deu o flerte por encerrado e partiu para a pesquisa de fato. Foram para a cama. É claro que durante o ato pecaminoso, a alma do mestre sentiu-se terrivelmente torturada, mas como o próprio mestre diz, tudo é válido quando é para se atingir um objetivo maior.

Tudo corria dentro do esperado e o Mestre estava muito satisfeito com tudo o que ele estava descobrindo sobre aquela modalidade de pecado. Mas eis que de repente entra no quarto, de maneira extremamente violenta, o marido da tal jovem adultera. Ao ver aquele marido ciumento, ali na sua frente, o Mestre não deixou de pensar sobre o que está escrito na bíblia, em Romanos 6:23: O salário do pecado é a morte. Num gesto instintivo, o Grande Sábio escondeu-se embaixo do lençol, pois ele teve medo de que o marido o matasse e assim, tornando-se um assassino, fosse parar no Inferno. Com esse gesto pode-se perceber que mesmo diante do perigo, o Mestre jamais deixa de pensar no bem do seu próximo.

O marido então se aproxima da cama e puxa o lençol para ver o rosto daquele que ele estava prestes a matar. Porém, ao puxar o lençol, o homem exclama: Meu Deus, não creio! É o Grande Sábio Niestévisky!

Rapidamente o marido foi até o guarda-roupa e preparou as malas da sua esposa. No mesmo dia ele mandou-a para um spa. Voltando do spa, ela foi para uma clínica de estética, depois comprou roupas novas e consultou-se com um cirurgião plástico para arrumar as poucas, e quase imperceptíveis, imperfeições físicas que ela possuía.

Segundo o que eu ouvi do próprio marido, ele tomou essa atitude porque um grande homem como Niestévisky merece sempre o melhor.
39 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não olhe agora, mas você está sendo vigiado...

Uma das minhas criações

NEVASCA