Niestévisky, o consolador.

Vendo que seu discípulo estava com um aspecto de quem está muito preocupado com algo, o mestre foi até ele perguntou o que o incomodava. O discípulo disse que havia ido ao médico e que o doutor identificou algo que poderia ser um câncer. O pobre discípulo estava preocupado com o resultado da biópsia a que deveria ser submetido nos próximos dias.

O mestre, percebendo o tamanho do desespero do rapaz, pensou em dizer algo para confortá-lo. Depois de pensar muito, e sem conseguir encontrar algo melhor para dizer, soltou a seguinte frase: “Ora, eu sei que é desagradável passar por isso, mas pense bem, é melhor uma biopsia do que uma autópsia!”

O discípulo olhou para o mestre, sem entender exatamente que diabo de consolo era aquele. Pensou em dizer algo, mas achou melhor se calar.
1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Não olhe agora, mas você está sendo vigiado...

NEVASCA

Uma das minhas criações