Seguir por Email

29 de nov de 2007

SOBRE A CEGUEIRA

Diz o dito popular, que o pior cego é aquele que não quer ver. Pois mais uma vez o povo está errado, o que não é nenhuma novidade.
Na verdade, o pior cego é aquele que enxerga um pouco, pois, se ele é capaz de enxergar um pouco, então não é bem cego. Por isso, eu entendo que o melhor cego é aquele que não enxerga nada, pois esse sim, vive a cegueira em toda a sua plenitude.

27 de nov de 2007

DA EXISTÊNCIA DO QUE INEXISTE.

O que não existe, nem no mundo físico e nem no campo das idéias, com toda a certeza, absolutamente não existe em nenhum lugar, e também a sua inexistência não deve fazer a menor falta. Pois se essa coisa fosse realmente possível de existir e/ou necessária, alguém já a teria criado, pensado, ou ao menos desejado a sua existência.
Sendo assim, por mais paradoxal que isso possa parecer, existe algo cuja existência é completamente impossível. Assim, essa coisa existe graças a sua característica única, que vem a ser justamente a sua incapacidade de vir a ser.
Por isso, se essa coisa, que é apenas porque não pode ser, viesse um dia a ser de fato, perderia a única característica que a define e lhe confere existência. Portanto, ao ser, ela perderia a característica de não ser, e por isso deixaria de ser o que hoje é, ou seja, algo que não é.
Desse modo, eu entendo que existem coisas que são, coisas que não são, coisas que são e deixarão de ser, mas que mesmo assim, ainda continuarão sendo, porque já existiram um dia e devem continuar existindo, ao menos através do seu arquétipo. E por fim, existem coisas que não existem e que jamais existirão, por que não podem sequer ser pensadas.
Agora, depois de explicar, de um modo claro, conciso e brilhante, o que é a coisa que não existe, para que a minha aula fique ainda mais clara do que já está, acredito que falte apenas uma breve explicação sobre a coisa que é, e que justamente por isso mesmo, existe.
Pois bem, se uma coisa está, enquanto si mesma, plenamente possuidora de todas as características inerentes e necessárias para constituir de um modo completo tudo aquilo o que ela é, e deve ser, e se, em contra partida, essa mesma coisa está plenamente desprovida de qualquer característica que não faça parte de si, enquanto si mesma, então se pode afirmar, sem nenhum medo de erro, que essa coisa é plena de si, e, portanto, ela não diverge em nada do que deveria ser. Assim sendo, ela é!

26 de nov de 2007

OS CIGARROS.

Você acredita em teoria da conspiração? Pois é, muitas pessoas duvidam, mas pense bem, a grande artimanha do Diabo é justamente nos fazer crer que ele não existe.
O meu texto de hoje é para denunciar uma campanha subterrânea de difamação que determinadas forças ocultas vêm fazendo contra o cigarro. Sim, contra o pobre cigarro. Quantas coisas terríveis você já ouviu falar sobre ele? Com certeza foram muitas. Muitas mentiras absurdas e difamantes. Pois se prepare, porque agora eu revelarei a verdade sobre o cigarro.
Por muitos anos eu venho fazendo uma incansável pesquisa sobre o tabaco. Foram horas ininterruptas de trabalho árduo, apenas com pequenas pausas para um cigarrinho. Mas todo o meu esforço valeu a pena, pois hoje eu terminei o meu estudo e posso finalmente revelar o que eu descobri.
Dizem que o cigarro faz mal à saúde e que reduz o drasticamente o tempo de vida do fumante. Pois eu afirmo cientificamente que isso é a mais pura mentira. E digo mais, além de não fazer mal, o cigarro faz bem. Duvida? Ora, pois então vejamos:
O cigarro produz basicamente o que? Fumaça. Fumaça essa que é inalada através do aparelho respiratório do fumante. Pois bem, há muito tempo, quando não existia geladeira, era preciso fazer algo para que os alimentos não se estragassem. E o que era feito? os alimentos de origem animal eram defumados. E como se defuma algo? Com fumaça! Aí é que está a chave da questão. Quando um fumante inala a fumaça para dentro de si, nada mais está fazendo do que se defumar internamente. Como o fumante também é de origem animal, isso quer dizer que, defumando os seus órgãos internos, eles durarão mais tempo, ou seja, o cigarro, invés de encurtar a vida do fumante, na verdade a aumenta.

Eu sei que ainda resta uma questão importante a esclarecer. Por quê, afinal de contas, alguém faria uma campanha contra o cigarro, sendo ele algo assim tão inofensivo? E quem é o agente causador dessa campanha sórdida? Pois se prepare, porque a resposta será surpreendente. Essa campanha é liderada pelo Demônio. Sim, é o senhor das trevas que deseja que a humanidade se afaste do tabaco. Mas e por quê? Bem, a resposta é bastante simples. Vamos a ela:
Qual é o formato do cigarro? Ele é um bastão.
O que ele faz? Produz fumaça.
A partir do que essa fumaça é produzida? A partir de uma planta.
Pois então, juntando tudo isso, o cigarro é basicamente um incenso!
Bem, todos sabem das propriedades espirituais que o incenso possui. É conhecida e reconhecida a sua capacidade de elevar o espírito e de equilibrar as energias, portanto, ele age como um intermediário entre o homem e o Ser Supremo do universo. Como o Demônio tenta a todo custo afastar o homem de Deus, ele lançou no mundo esse monte de mentiras sobre o inocente e salutar hábito de fumar.

Ainda há muito mais coisas para falar sobre esse assunto, mas eu não estou com vontade.

22 de nov de 2007

BREVE DIALOGO SAPIENCIAL.

Discípulo: Mestre, qual é a velocidade da luz?

Niestévisky: A velocidade da luz é de exatos 299 792 458 metros por segundo, o que da 1 079 252 848,8 quilômetros por hora.

Discípulo: Ó grande detentor do saber absoluto, é verdade que não existe nada mais rápido do que a luz?

Niestévisky: Sim, isso é exato. Nada pode se mover mais rápido do que a luz.

Discípulo: Se me permite mais uma pergunta, ó luz que veio para iluminar este mundo que jaz mergulhado nas trevas da ignorância e da superstição, é também verdade, como afirmam os físicos, que não há nada no universo que possa se igualar em velocidade à luz?

Niestévisky: Infelizmente os físicos estão errados sobre isso. Existe uma coisa, e apenas uma única coisa, que pode se igualar a velocidade da luz.

Discípulo: Ó mestre, então me diga que coisa é essa, ilumine a minha ignorância com as suas palavras.

Niestévisky: Então saiba, meu discípulo, que a única coisa existente em todo o universo que é tão rápida quanto a luz é o escuro. Para verificar a verdade do que te digo, basta desligar um interruptor e observar que o escuro surge na sala na mesma proporção e rapidez em que a luz desaparece.

21 de nov de 2007

REFLEXÕES SOBRE O SER E O DEIXAR DE SER.

A vida seria uma coisa perfeita e maravilhosa se não fosse por um pequeno problema inerente a ela mesma.
É que o fato de estarmos vivos pressupõem que um dia, num futuro não muito distante, estaremos mortos.

Por outro lado, estar morto não seria um problema assim tão grande, se não fosse uma pequena característica desagradável que é indissociável ao fato de estar morto. O problema é que, ao contrário da vida, a morte costuma durar muito tempo.

19 de nov de 2007

PARÁBOLA DO VERME

O menino olha para um passarinho que voa perto dele e diz em voz alta para si mesmo:

_ Mas que lindo passarinho, com as suas lindas, coloridas e delicadas penas, com o seu vôo gracioso e o seu canto doce e angelical.

De repente, do chão de onde o menino estava surge uma voz aguda e bastante irritada, que diz:

_ Claro, seu filho da puta, você diz isso porque não é uma minhoca!!!




(Moral da história: uma coisa, por mais bela que seja, perde todo o seu encanto a partir do momento em que fazemos parte da sua cadeia alimentar.)

O PLANETA ESTÁ EM PERIGO!

A população mundial está crescendo constantemente, o que faz aumentar a demanda por recursos naturais. Mas esses recursos são limitados.
Florestas são derrubadas para que em seu lugar surjam novas plantações e pastagens. As indústrias necessitam cada vem mais de matéria prima para suprir a demanda de produção.
Agora pense, se isso acontece agora, quando uma grande parcela da população mundial ainda está fora da economia de mercado, o que acontecerá quando todos esses miseráveis forem incorporados pelo capitalismo? Será o caos, o fim.
Como eu sou um homem sábio, e por isso sinto-me obrigado a encontrar soluções para os problemas da humanidade, pus-me a refletir seriamente sobre o assunto na tentativa de encontrar uma forma, se não de eliminar completamente o problema, ao menos minorar os seus efeitos.
Assim eu passei muitas noites insones, mergulhado em exaustivo exercício mental. Caminhei quilômetros e mais quilômetros, pelos vastos corredores da minha biblioteca, fazendo consultas, pesquisando, anotando e refletindo sobre o problema.
Mas todo o meu esforço acabou valendo a pena, pois acabei encontrando o que eu acredito que seja a melhor solução possível para esse gravíssimo problema. E a resposta está na engenharia genética.
Durante as minhas pesquisas, eu observei que os cientistas têm buscado incessantemente, um modo de fazer com que as plantas produzam mais em um menor espaço físico e temporal. Pois a minha solução se baseia justamente no contrário da deles.
Acredito que invés de tentarmos aumentar a produção, devemos é diminuir a demanda. Mas como fazer isso? É aí que entra a manipulação genética. Devemos pesquisar e identificar qual é o gene que determina a altura de um ser humano e então, através da manipulação desse gene, diminuir a sua altura.
Se as pessoas tiverem em média quarenta centímetros de altura, precisarão de menor alimento para nutrir os seus corpos, de menos tecidos para vesti-los, de menos espaço para morar etc.
Os prédios residenciais de hoje em dia, poderiam ser divididos em dois, ou até mesmo em três, na sua altura. Ou seja, um prédio de dez andares facilmente se tornaria um de vinte andares. Um prato de comida como os de hoje em dia, serviriam para alimentar mais do que uma pessoa.
Assim eu creio ter descoberto a salvação para o futuro do planeta. Eu redigi um texto formal e técnico que enviei para a ONU e estou esperando a resposta, para saber quando poderemos por o meu plano em andamento.

18 de nov de 2007

UMA PEQUENA EXPLANAÇÃO SOBRE MIM MESMO.

Olá pobre mortal, eu sou Nistévisky, aquele a quem os humanos comuns chamam de sábio e a que os sábios chamam de mestre, pois eu nasci com a habilidade de saber tudo. Eu sempre estou certo, mesmo quando estou errado. Modéstia? Não, obrigado. Não nasci com esse defeito. Deixo a modéstia para aqueles que precisam dela.
Eu estudei filosofia, parapsicologia, licantropia, teologia, demagogia, hermenêutica, propedêutica, mágica de salão, relojoaria, (para entender o conceito do tempo) kung fu, ninjutsu, química, alquimia, e mais um monte de outras coisas.Graças a isso, hoje eu sou um sábio.
Este espaço foi criado e será dedicado a expor as minhas descobertas, minhas teorias e para demonstrar a minha sabedoria, perspicácia e inteligência. Pois eu, ao contrário de Sócrates, só sei que tudo sei. Por isso, você, pobre ser mergulhado nas eternas trevas da ignorância e da superstição, será muito bem vindo aqui. Claro que muitas coisas que direi não estarão ao alcance do seu cérebro limitado, mas mesmo assim, mesmo que você consiga entender apenas uma ínfima porção do que eu sei, isso já mudará radicalmente a sua vida, pois eu espero me tornar o elo que ligará o antigo e defasado ser humano ao seu novo estágio evolutivo.
Eu sou um desatino, sou um Buda furioso.
Venha para o mundo de Nistévisky.